"Estudar o budismo é estudar si mesmo

Estudar si mesmo é esquecer si mesmo

Esquecer si mesmo é estar identificado a todas as coisas

Estar identificado a todas as coisas é abandonar corpo e mente de si e de outros"

Eihei Dōgen (1200-1253)

A Sangha Zen da Bahia está nascendo...

No mês de agosto de 2008, tempo em que mudam os ventos para a chegada da primavera, um pequeno grupo se reuniu para meditar. Silenciosamente sentados, iniciavam um movimento que aos poucos abriria para os baianos, nascidos e adotados nessa terra grande mãe, a oportunidade de praticar o esvaziamento, a quietude, o caminho para estudar si mesmo e esquecer si mesmo, a prática Zen.

Aos poucos foram surgindo zafus e estudos, que impulsionavam os que buscam o Caminho Zen em sua procura inicial pelas pegadas do Touro*. Agora, organizam um primeiro Sesshin de Vesak, pequeno como a Sangha recém-nascida, que engatinha para os primeiros passos, ainda ruidosa como criança, mas cheia de energia e disposição.

Neste blog, você encontra informações sobre atividades, estudos, locais de prática no Brasil e pode postar suas dúvidas, perguntas, questões...serão todas encaminhadas, mesmo que nossa proposta seja "zen respostas"...deixamos à sua curiosidade e inquietude a possibilidade de construí-las e partilhar com todos suas descobertas. Imagens poéticas são bem vindas: em fotos , poemas, haiku, desenhos e outras formas mais...

Visite também a agenda da semana, abaixo no calendário Zen, e confira nossa progamação atualizada constantemente.

Clique aqui e veja como apoiar as atividades da Sangha Zen da Bahia, trocando o que você faz por produtos e serviços através do portal Solidarius.

Faça uma caminhada pelo blog, lentamente, respirando profundamente e surpreendendo-se com o que lê e com o que vai se produzindo em você mesm@! E o mais importante: experimente sentar-se em silêncio por alguns instantes, a coluna ereta, a atenção focada no ar que entra e sai dos pulmões...simples como a vida, em sua riqueza e complexidade!





Gassho!


* referência aos dez desenhos do touro, que faz uma analogia entre a mente que busca o caminho e um touro selvagem. (Em breve neste blog)